A luz na fotografia: porque você precisa aprender sobre iluminação se quiser fazer fotos bonitas

Em agosto comemora-se o Dia Mundial da Fotografia e a Ultraluz sabe que, a cada dia novas pessoas descobrem na fotografia um passatempo prazeroso. Com a acessibilidade às novas tecnologias, pessoas que antes não podiam ter boa uma câmera fotográfica, hoje podem ter equipamentos profissionais ou até mesmo se aventurar pelas lentes dos smartphones.

No mercado, uma série de aplicativos estimulam os aspirantes a fotógrafos. Oferecem filtros, molduras, compartilhamentos e dicas, tudo para que os amadores consigam fotos bonitas e dignas de serem guardadas para a posteridade.

Mas o que seria dessa arte sem a luz, ou como se sairiam até os melhores fotógrafos sem conhecer a iluminação adequada para cada ocasião? Certamente não veríamos trabalhos fotográficos tão bonitos por ai.  Sem luz não há fotografia! Esse é o elemento que nos permite enxergar cores, formas, e distinguir movimentos.

O processo de captura de uma câmera fotográfica é muito parecido com o do olho humano. A luz irradiada pelo objeto capturado entra pela lente da câmera, passa pelo diafragma e, em seguida é registrada no filme fotográfico – em caso de câmeras convencionais – ou no sensor digital. Nos olhos, a luz entra, passa pela pupila para ser registrada na retina, a partir daí a mensagem é encaminhada ao cérebro para ser identificada.

Nossas vivências, experiências e emoções são apreendidas por meio dos nossos sentidos (paladar, visão, olfato, tato e audição). É por eles que temos a oportunidade de recordar momentos que nos marcaram, como o cheiro da comida de avó, ou o quanto sua mãe sorria nos passeios de família. A luz tem a capacidade de impactar nosso sentido mais apurado: a visão! Não é à toa que o significado literal da palavra “fotografia” é “escrever com a luz”.

Por isso é muito importante para um fotógrafo, mesmo que amador, entender quais as influências da iluminação para seus trabalhos fotográficos. Nos registros de família, nas fotos do bebê ou da reunião de amigos, e mesmo que você não tenha intenção de fotografar profissionalmente, conhecer os conceitos de luz é imprescindível para conseguir fotos melhores e mais bonitas.

Não é preciso adquirir aparatos caríssimos para ter a iluminação ideal, basta que você conheça alguns truques e saiba como aproveitar a iluminação existente no local.

Cor da Luz

A cor da luz é um dos principais conceitos de influência na fotografia. Ela pode determinar a sensação que um elemento ou imagem transmite. Por exemplo, uma luz branca e fria, como a emitida pelas lâmpadas LED Ultraluz Down Light, Tubular LED, Bulb LED, Fita e Painel LED, pode passar a sensação de um ambiente limpo e saudável. Já a luz amarelada, proveniente de lâmpadas como a Ar LED, Croica Ultraled Cob, Par LED ou MR LED da Ultraluz, transmite conforto e aconchego. Outros pontos a observar são a temperatura de cor e o balanço de branco – que elimina invasão de outras cores, decorrente da tonalidade da luz que está irradiando sobre o objeto capturado. Entenda mais sobre temperatura de cor aqui.

Isso acontece porque em alguns ambientes com paredes coloridas ou superfícies de uma mesma tonalidade podem refletir a luz em tons característicos. O olho humano é treinado para corrigir essas imperfeições, mas as câmeras fotográficas precisam ser direcionadas, a partir do feeling e da experiência do fotógrafo.

A luz, seja natural, artificial ou ambiente, é a maior aliada de fotógrafos que desejam imprimir uma assinatura em suas fotos. Por isso, se você deseja se destacar, não deixe de estudar sobre as técnicas de iluminação indicadas para cada tipo de foto e ambiente. Mas lembre-se: não basta observar apenas a quantidade, ou tipo de luz. Tudo vai depender da sensação que você deseja transmitir em suas fotos!

Se você adora fotografar e quer aprender mais sobre iluminação, não deixe de acompanhar o blog da Ultraluz e as redes sociais Facebook e Instagram. Em breve, um novo post sobre o tema para você!